DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

Prisão de Rosa Parks inicia a luta pelos direitos civis

01 de dezembro de 1955

2
compartilhamentos

Em 1 de dezembro de 1955, Rosa Parks, uma mulher negra, foi presa por se recusar a ceder seu lugar no ônibus um passageiro branco, na cidade de Montgomery, Alabama, Estados Unidos. A costureira negra havia infringido as leis de segregação racial da cidade. O fato desencadeou um grande movimento de desobediência civil liderado, entre outros, pelo jovem pastor batista Martin Luther King Jr.

A população negra da cidade boicotou o transporte público da cidade. O boicote durou mais de um ano (381 dias) e, durante este período, os participantes usaram bicicletas, caronas ou andaram a pé – tudo para evitar os ônibus. O impacto foi enorme já que os negros eram 70% dos usuários. O boicote foi vitorioso: em 13 de novembro de 1956, a Suprema Corte dos EUA considerou anticonstitucionais as leis de segregação racial em transportes públicos no estado do Alabama.

Depois desta vitória, vieram outros movimentos pela igualdade, baseados em atos de desobediência civil. Rosa Parks entrou para a história como “a mãe dos movimentos pelos direitos civis”. Ao falecer, aos 92 anos, no dia 24 de outubro de 2005, seu corpo foi velado no Capitólio dos Estados Unidos, em Washington, uma homenagem prestada a poucos que não fizeram parte do governo norte-americano.

Onibus de Rosa Parks

O ônibus n. 2857 em que Rosa Parcks se recusou a ceder seu lugar a uma pessoa branca, Museu Henry Ford.

Saiba mais

Abertura

  • Rosa Parks presa em 1/12/1955

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: