DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Infográfico: sugestões para aproveitar melhor esse recurso em aula

13 de setembro de 2022

4121
Visitas

6
compartilhamentos

Acessibilidade
Array ( [0] => WP_Term Object ( [term_id] => 1160 [name] => BNCC [slug] => bncc [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 1160 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 6 [filter] => raw ) [1] => WP_Term Object ( [term_id] => 3757 [name] => Competência Específica de Ciências Humanas 7 [slug] => competencia-especifica-de-ciencias-humanas-7 [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3757 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [2] => WP_Term Object ( [term_id] => 3758 [name] => Competência Específica de História 7 [slug] => competencia-especifica-de-historia-7 [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3758 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [3] => WP_Term Object ( [term_id] => 3756 [name] => Competência Geral 5 [slug] => competencia-geral-5 [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3756 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [4] => WP_Term Object ( [term_id] => 1071 [name] => infográfico [slug] => infografico [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 1071 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 3 [filter] => raw ) [5] => WP_Term Object ( [term_id] => 3755 [name] => informação e comunicação [slug] => informacao-e-comunicacao [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3755 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [6] => WP_Term Object ( [term_id] => 3752 [name] => metodologia ativa [slug] => metodologia-ativa [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3752 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [7] => WP_Term Object ( [term_id] => 3751 [name] => pratica de ensino [slug] => pratica-de-ensino [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3751 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [8] => WP_Term Object ( [term_id] => 3715 [name] => recurso didático [slug] => recurso-didatico [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3715 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 2 [filter] => raw ) [9] => WP_Term Object ( [term_id] => 1174 [name] => recurso pedagogico [slug] => recurso-pedagogico [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 1174 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 2 [filter] => raw ) [10] => WP_Term Object ( [term_id] => 3753 [name] => tecnologias digitais [slug] => tecnologias-digitais [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3753 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) [11] => WP_Term Object ( [term_id] => 3754 [name] => TICs [slug] => tics [term_group] => 0 [term_taxonomy_id] => 3754 [taxonomy] => post_tag [description] => [parent] => 0 [count] => 1 [filter] => raw ) )

Compartilhe

Em tempos de Internet com informações em excesso que precisam ser organizadas e digeridas para grandes audiências o infográfico se consagrou como recurso de comunicação eficiente no marketing digital, na comunicação organizacional, no jornalismo, nas campanhas de saúde pública e apresentações de todo tipo e objetivo.

O infográfico é uma forma de comunicação que combina linguagem textual e visual. Utiliza textos verbais, imagens, pictogramas, gráficos, ilustrações, mapas e até áudio e vídeo sobre um determinado tema ou assunto, de forma sintética e ordenada facilitando a compreensão e memorização de um conteúdo.

É, portanto, um recurso explicativo que reúne informações verbais e visuais para transmitir um certo conteúdo com dados informativos e conceitos. Para isso, apresenta elementos interligados em que um complementa o outro, e que seguem uma ordem lógica de apresentação.

  • BNCC – Ensino Médio. Habilidades: EM13CHS101, EM13CHS106
  • Competência Geral 5: compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de foram crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.
  • Competência Específica de Ciências Humanas 7: utilizar as linguagens cartográfica. gráfica e iconográfica e diferentes gêneros textuais e tecnologias digitais de informação e comunicação no desenvolvimento do raciocínio espaço-temporal relacionado a localização, distância, direção, duração, simultaneidade, sucessão, ritmo e conexão.
  • Competência Específica de História 7: produzir, avaliar e utilizar tecnologias digitais de informação e comunicação de modo crítico, ético e responsável, compreendendo seus significados para os diferentes grupos ou estratos sociais.

Usos e vantagens do infográfico no ensino

A queixa é unânime entre os professores: a capacidade leitora dos alunos reduziu-se a textos curtos, de leitura rápida e com excesso de imagens. Os esforços para mudar esse quadro encontram resistência na atração do celular com seus vídeos acelerados, de pouco ou nenhum texto e muitos efeitos sonoros.

Essa é a realidade que o professor tem lidado em sala de aula. Para o ensino de História, com conteúdos carregados de abstração e conceitos exigindo raciocínio analítico a situação fica ainda mais difícil. Boa parte dos alunos mal consegue se concentrar e compreender um parágrafo ou o enunciado de uma questão, imagine, então, um capítulo inteiro do livro!

O infográfico é uma ferramenta eficiente para quebrar a resistência pelo aprendizado formal, conseguindo atrair a atenção do aluno e facilitando a compreensão de um conteúdo. Revistas como SuperInteressante e Aventuras na História têm explorado esse recurso com excelência gráfica e qualidade de informação servindo de complemento às aulas de História.

Daí a razão do infográfico ter ganhado espaço em livros didáticos, portais, sites e blogs educativos. Neste site, por exemplo, há uma seção inteiramente dedicada aos infográficos.

Um infográfico bem feito facilita a leitura imediata e visual de um conteúdo, mesmo sobre temas complexos. As etapas da Revolução Industrial, por exemplo, que tomariam cerca de 8 páginas de um livro didático, podem ser apresentadas em uma única página com imagens e textos curtos. O leitor visualiza, assim, um processo histórico por inteiro – começo, desenrolar e fim – em uma única página.

Um exemplo de infográfico simples com informações essenciais.

Enfim, a receita do sucesso do infográfico é:

  • Apresentar uma visão panorâmica, enxuta e objetiva de um conteúdo.
  • Organizar as ideias e conceitos em uma apresentação gráfica atraente.
  • Trazer as informações mais importantes.
  • Deixar explícitas as conexões entre texto, dados e imagens.
  • Usar imagens bonitas e pertinentes ao assunto.

Tem-se assim, uma leitura rápida e condensada em seus aspectos essenciais (portanto, não é um texto superficial) – condições que facilitam a memorização do conteúdo. Infográficos são, por isso, 30 vezes mais aptos a serem lidos se comparados a textos corridos (COX, 2017).

Sugestões para utilizar com eficiência o infográfico

Há diversas maneiras de trabalhar o infográfico com os alunos. Ele pode servir de ponto de partida de um assunto permitindo ao professor discorrer sobre cada ítem sem que o aluno perca a noção de conjunto.

É muito eficiente, também, na conclusão de um conteúdo aprendido fixando seus pontos principais.

Pode instigar o aprofundamento de um tema aparentemente simples ou, ao contrário, sintetizar um tema complexo destacando seus aspectos essenciais.

Seja qual for a estratégia utilizada, é importante considerar, em primeiro lugar, que o infográfico não pode ser usado como ilustração da aula. É o que comentamos a seguir

Leia o infográfico para os alunos, faça perguntas e estimule que eles levantem questões, destaque as interligações entre as informações, complemente a explicação do infográfico.

1º – Atenção à leitura visual do Infográfico

Por melhor que o infográfico seja, ele dificilmente consegue passar a mensagem completa. Ele não é uma fonte de conhecimento, mas um recurso para ajudar a chegar mais facilmente ao conhecimento.

O infográfico também não é autoexplicativo à primeira vista. É preciso ler suas informações, identificar a hierarquia e as conexões entre os elementos apresentados. As setas, por exemplo, muito usadas em infográficos, podem indicar sequência, direção, relação de causa ou consequência.

As representações visuais (pictogramas, emotions, ícones etc) podem ser interpretadas de forma diferente por diferentes leitores. A imagem de um navio em um infográfico sobre importação e exportação pode ser lida como venda para o exterior ou compra do exterior – o que muda a interpretação.

É preciso fazer sua leitura textual e imagética, estabelecer relações, analisar as informações e inferir o que não está dito no infográfico. Portanto, o infográfico não pode ser tratado como um recurso ilustrativo da aula e sim como o próprio conteúdo da aula.

2º – Levante questões sobre o infográfico

Explore ao máximo as informações textuais e visuais apresentads no infográfico. Estimule os alunos a fazerem isso também. Comece pelo título e subtítulo: o que indicam? Qual é o tema tratado?

Verifique se o infográfico indica a fonte das informações apresentadas. Tem autoria? Foi encomendado por alguma instituição ou órgão público? Com qual intenção?

Temas muito contemporâneos – guerra da Ucrânia, eleições presidenciais ou preço dos combustíveis, por exemplo – são mais sujeitos a mudanças e, portanto, precisam ser datados. O infográfico informa o período que o tema se refere ou quando aquelas informações foram coletadas?

3º – Explore as informações do infográfico

Você pode criar algumas atividades para os alunos resolverem consultando o infográfico como perguntas, testes, elaboração de linha do tempo etc.

Veja exemplos de atividades com infográfico nos artigos a seguir.

Um infográfico mais complexo, com muitas informações, pode ser dividido em partes. Divida a turma em grupos e encarregue cada grupo de explorar uma parte do infográfico. Ao final da aula, cada grupo deve apresentar sua parte em 5 minutos (a capacidade de síntese é fundamental) e a classe anota as informações essenciais.

São exemplos de infográficos mais complexos disponíveis nesse site os temas Primeira Guerra Mundial, Cronologia da Segunda Guerra Mundial e Partidos Políticos: do império aos nossos dias. Eles são encontrados na seção Infográficos.

Já o infográfico Duas décadas a caminho da Independência, por trazer uma linha do tempo que percorre toda página, sugere uma atividade mais lúdica: pode virar um jogo de tabuleiro. A cada “casa” que o jogador parar, ele deve explicar o fato histórico que está ali marcado. As informações do infográfico são exploradas de maneira desafiante e divertida.

4º – Estimule os alunos a construírem um infográfico

Há muitos tutorais que ensinam a fazer um infográfico usando programas e recursos digitais (veja, no final desse artigo, algumas indicações em Fonte). Mas os alunos podem, também,  construir um bonito e eficiente infográfico usando simplesmente papel, cartolina, canetas coloridas e imagens recortadas.

É importante orientá-los que o infográfico não precisa (nem deve) conter todo assunto. A clareza e fluidez de leitura do infográfico dependem dos espaços em branco, as chamadas “áreas de respiro”. Portanto, nada de texto espremido, de blocos apertados e imagens minúsculas.

Passo-a-passo para construir um infográfico

  1. Escolha o título. Se ele for muito genérico, acrescente um subtítulo. Por exemplo: Brasil colonial (título) – A economia açucareira (subtítulo).
  2. Selecione os temas e palavras-chave que serão abordados (5 a 10 no máximo).
  3. Junto de cada tema ou palavra-chave, faça uma breve descrição ou explicação.
  4. Use setas para mostrar as conexões entre os temas e palavras-chaves.
  5. Organize os temas ou palavras-chave na página de forma lógica.
  6. Insira imagens: desenhos, colagens, mapas, gráficos, tabelas, pictograma etc. para ilustrar as ideias principais que devem constar no infográfico. Escolha aquelas que lhe façam lembrar imediatamente do assunto e as organize junto dos tema, palavras-chave e descrições.
  7. Perguntas importantes antes de finalizar o trabalho:
    • Os temas e palavras-chaves estão bem organizados?
    • Eles correspondem ao que está no título e subtítulo?
    • Tem informações em excesso? Dá para eliminar algumas?
    • Faltam informações? Tem espaço para inseri-las?
    • As imagens são pertinentes? Estão nítidas e bem posicionadas?
    • A leitura do infográfico é aleatória ou precisa seguir uma direção?
    • Se for uma leitura direcionada, as setas estão ajudando para isso?
    • Os textos estão corretos? Algum erro para corrigir?

É possível que alguns alunos se apaixonem por esse trabalho. Estimule-os a conhecer o trabalho do infografista, um profissional cada vez mais requisitado pelas mídias tradicionais e digitais. Há concursos internacionais que premiam os melhores trabalhos. O Brasil tem se destacado nesses concursos nos últimos anos. Podemos nos orgulhar em termos infografistas reconhecidos internacionalmente.

Fonte

Doação
Doação

Estamos no limite de nossos recursos 😟 O site Ensinar História produz conteúdo de qualidade sem custos, sem propaganda e sem restrições aos seguidores. Contribua com nosso projeto realizando uma doação.

Compartilhe

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog:

    0
    Would love your thoughts, please comment.x