DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Atentado contra Hitler em Munique, Alemanha

08 de novembro de 1939

2898
Visitas

3
compartilhamentos

Acessibilidade
BNCC

Em 8 de novembro de 1939, uma bomba-relógio explodiu em um pilar da cervejaria Bürgerbräukeller, em Munique, Alemanha matando oito pessoas e ferindo outras 63. Contudo, o principal alvo, Hitler, saiu ileso. A bomba foi fabricada e instalada por Georg Elser, um carpinteiro alemão comunista que era contrário ao nazismo. Ele acreditava que a política de Hitler levaria a Alemanha à guerra e à ruína.

Georg Elser sabia que Hitler iria discursar naquele cervejaria. Hitler ia para o local todos os anos, na mesma data, para comemorar o aniversário de seu fracassado putsch (golpe) de 1923, uma tentativa dos nazistas de tomada do poder e que levou Hitler e seus seguidores para a cadeia. Durante os meses em que esteve preso, ele escreveu Mein Kampf (“Minha Luta”) onde ele expressou suas ideias anticomunistas,antimarxista,  antissemitas, racialistas e nacionalistas de extrema direita. O livro tornou-se o guia ideológico e de ação para os nazistas, e ainda hoje influencia os neonazistas.

  • BNCC: 9° ano. Habilidade: EF09HI13

O atentado da cervejaria

Georg Elser passou meses trabalhando na bomba-relógio. Ele jantava na cervejaria Bürgerbräukeller regularmente e conhecia bem cada ponto do estabelecimento. Deixou-se trancar algumas vezes à noite para escolher o melhor ponto para deixar a bomba. Ela foi programada para explodir às 21h20 do dia 8 de novembro de 1939.

Na noite daquele dia, Hitler celebraria o 16º aniversário do “golpe” nazista. O local estava embandeirado com os símbolos nazistas. O discurso de Hitler estava marcado para as 21h.

Hitler chegou à cervejaria cercado pelas principais autoridades nazistas e uma hora mais cedo. Ele estava ansioso para voltar a Berlim e continuar comandando as operações da guerra recém iniciada. Hitler fez seu discurso e terminou às 21h07, deixando a cervejaria às 21h12, antes do tempo previsto. Cerca de 8 minutos depois, a bomba explodiu, derrubando a coluna e causando a queda de parte do teto sobre o palanque em que Hitler estivera.

Rapidamente, graças aos restos da bomba, a polícia de Heinrich Himmler identificou os fornecedores de Georg Elser e o carpinteiro foi detido quando tentava cruzar a fronteira com a Suíça.

Georg Elser e Hitler

Fotomontagem, Georg Elser (à esquerda) e Hitler (à direita), entre eles, a cervejaria após o atentado.

Depois de quatorze horas de interrogatório e tortura, ele revelou ter sido o autor do atentado. Hitler pediu que o prisioneiro fosse mantido vivo até o final da guerra. O carpinteiro passou o resto de seu dias em campos de concentração recebendo algum cuidado para continuar vivo. Hitler esperava usá-lo em um julgamento espetacular exaltando o nazismo após a guerra. Mas seus planos mudaram seis anos depois.

A Alemanha nazista sucumbia frente aos Aliados, na Segunda Guerra Mundial. Diante da derrota iminente, em 9 de abril de 1945,  Hitler deu uma ordem expressa para executar seu “prisioneiro especial”. Georg Elser foi fuzilado por agentes da SS no campo de concentração de Dachau.

Poucos dias depois, em 30 de abril,  Hitler comete suicídio. Realizou o trabalho que dezenas de pessoas tentaram fazer antes. O ditador nazista havia sido alvo de vários atentados feitos por inimigos políticos e antigos parceiros. Antes de ser chanceler da Alemanha, Hitler há havia sido vítima de quatro tentativas de assassinato. Quando chegou ao poder, ocorreram dezenas de outros atentados, e ao menos 30 são conhecidos.

Fonte

Saiba mais

Abertura

  • A cervejaria Bürgerbräukeller, em Munique, Alemanha após o atentado.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: