DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Execução de Ana Bolena, Inglaterra

19 de maio de 1536

55
compartilhamentos

Na manhã de sexta-feira, 19 de maio de 1536, Ana Bolena, rainha da Inglaterra e segunda esposa do rei Henrique VIII foi decapitada por ordem de seu marido. Tinha 29 ou 35 anos de idade (a data de seu nascimento é incerta).

Seu casamento com Henrique VIII foi polêmico, do ponto de vista político e religioso. Para se casar com Ana Bolena, o rei pediu ao papa Clemente VII o divórcio e anulação de seu casamento com Catarina de Aragão. O fato de Ana Bolena ter dado ao rei uma filha e um filho despertou no rei a intenção de casar-se novamente para produzir um herdeiro legítimo, já que Catarina de Aragão até então não lhe dera um herdeiro varão.

Catarina de Aragão esteve grávida sete vezes entre 1509 e 1518: a primeira gravidez, deu à luz a uma filha natimorta; na segunda, o filho morreu com 52 dias de vida; na terceira, a criança foi prematura e morreu; na quarta, deu à luz a um menino natimorto; na quinta, nasceu uma menina que sobreviveu (Maria Tudor); na sexta sofreu um aborto espontâneo; na sétima deu à luz a uma menina que viveu apenas algumas horas.

Henrique VIII e Ana Bolena

Henrique VIII cortejando Ana Bolena às costas de sua esposa Catarina de Aragão, por Emanuel Leutze, 1846.

Como o papa Clemente VII demorasse responder ao pedido de divórcio de Henrique VIII, este agiu por conta própria. Em 1531, um tribunal eclesiástico inglês declarou Henrique o chefe supremo da Igreja na Inglaterra, o que efetivamente acabava com a autoridade papal em todas as questões religiosas do país. Em julho desse mesmo ano, Catarina foi expulsa da corte, e seus antigos aposentos foram dados para Ana.

Em janeiro de 1533, foi feita a dissolução unilateral do casamento com Catarina. Nesse mesmo mês, Henrique casou-se secretamente com Ana Bolena. Esta pressa pode ter sido pela gravidez de Ana e a necessidade de Henrique VIII não deixar sombra de dúvidas quanto à legitimidade de um herdeiro.

Em maio de 1533, o bispo Cranmer declarou o casamento de Henrique e Ana como válido. Catarina perdeu o seu título e, consequentemente, Ana foi coroada Rainha de Inglaterra, em 1 de junho, numa cerimônia magnífica na Abadia de Westminster, precedida de um suntuoso banquete.

Ana Bolena em desgraça

Passaram-se três anos, e nada de Ana Bolena dar um herdeiro varão ao trono. As gestações acabaram em abortos espontâneos e em nascimento de natimortos. Em 7 de janeiro de 1536, Catarina de Aragão morreu de doença prolongada, provavelmente câncer, e Ana Bolena teve o mau gosto de celebrar o evento vestida de amarelo quando o resto da corte, incluindo o rei, usava luto. A partir de então Henrique começou a se afastar da mulher e logo encontrou outra amante, Joana Seymour.

Os acontecimentos se precipitaram. Em 2 de maio de 1536, Ana foi presa na Torre de Londres, acusada de adultério, incesto com seu irmão Jorge e alta traição. Em 15 de maio foi condenada à decapitação. Dois dias depois, seu casamento com Henrique VIII foi anulado por razões desconhecidas, uma vez que os registros foram destruídos.

Ana Bolena fez uma exigência: não queria ser morta por um carrasco inglês, que utilizava o machado para a decapitação. Exigia um carrasco francês que usava a espada. Justificou-se dizendo “uma Rainha da Inglaterra não curva a cabeça para ninguém e em nenhuma situação” – as execuções com a espada eram feitas com a vítima ajoelhada, mas com a cabeça erguida

Ana Bolena foi decapitada por espada na manhã de sexta-feira, 19 de maio de 1536. Seu corpo e cabeça foram enterrados num túmulo sem nome na Capela Real de São Pedro ad Vincula. Séculos depois, seus restos foram identificados durante a renovação da capela, no reinado da rainha Vitória. Hoje o local de repouso de Ana Bolena está marcado no chão em mármore.

Depois de Ana Bolena

Henrique VIII teve outras quatro esposas:

  • Joana Seymour (1536-1537) que morreu no parto do futuro Eduardo VI.
  • Ana de Cleves (1540) cujo casamento com Henrique VIII durou apenas seis meses sendo anulado para que o rei se casasse com a jovem de 15 anos Catarina Howard.
  • Catarina Howard (1540-1541) foi acusada de adultério e executada na Torre de Londres em 13 de fevereiro de 1542, aos 19 anos.
  • Catarina Parr (1543-1547) que sobreviveu à morte de Henrique VIII ocorrida em 28 de janeiro de 1547. Viúva, ela pode então se casar com seu antigo apaixonado, Tomás Seymour, mas o casamento durou pouco: ela morreu no parto de sua primeira filha que também não sobreviveu por muito tempo.

Com a morte de Henrique VIII, ascendeu ao trono Eduardo VI, seu filho com Joana Seymour com apenas 9 anos de idade e que reinou de 1547 a 1553.

A morte prematura de Eduardo VI levou a um período de conflitos entre herdeiras da coroa: Maria Tudor, Elizabeth e Joana Grey, esta última decapitada na Torre de Londres, em 1548, por ordem de Maria Tudor que reinou por dois anos, de 1556 a 1558.

Em 1558, a filha de Ana Bolena e Henrique VIII assumiu o trono da Inglaterra vindo a se tornar uma das grandes governantes de sua história sob o nome de Elizabeth I (1558 a 1603).

Abertura

  • “Ana Bolena na Torre de Londres”, por Edouard Cibot, 1799-1877

 

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: