DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Primeira projeção pública de cinema, França

28 de dezembro de 1895

7122
Visitas

46
compartilhamentos

Acessibilidade

Em 28 de dezembro de 1895, os irmãos Auguste e Louis Lumière fizeram a primeira projeção pública de cinema, no Teatro Eden (que ainda existe), em La Ciotat, no sudoeste da França. O filme de 40 minutos de duração mostrava a chegada do trem à estação Ciotat e o embarque e desembarque de passageiros.

Logo em seguida, o filme L’Arrivée d’un Train à la Ciotat foi apresentado no Grand Café de Paris, com entradas pagas – 1 franco – e um programa de 10 filmes curtos, de 3 a 4 minutos. O evento causou comoção nos trinta e poucos visitantes vieram presenciar o momento histórico da primeira sessão cinematográfica comercial do mundo. Os organizadores da apresentação eram os irmãos Auguste e Louis Jean Lumière – hoje considerados os inventores do cinema, embora antes deles outros já tivessem apresentado o cinema ao público.

A sessão de cinema no Grand Café de Paris foi inaugurada com o filme Sortie de l’usine Lumière à Lyon (veja mais abaixo).

Fotograma do primeiro filme

Fotograma do primeiro filme dos irmãos Lumière, “La Sortie de l’usine Lumière à Lyon” (A Saída da Fábrica Lumière em Lyon).

O projetor – chamado cinematógrafo – era um aparelho movido manualmente por uma manivela e com 3 funções: filmar, revelar e projetar. Era portátil (pesava menos de 5 kg) e não usava eletricidade. Essa versatilidade foi uma das características que ajudaram a difundir rapidamente o cinema em todos lugares.

O êxito do cinema foi imediato na França e em toda a Europa e América do Norte. Em um ano, os irmãos Lumière criaram mais de 500 filmes, marcados pela ausência de atores e ornamentos naturais, a brevidade, a ausência de montagem e a posição fixa da câmara.

O desenvolvimento de novas técnicas cinematográficas, de uma maior narrativa e dos primeiros roteiros de ficção por outros cineastas pioneiros (entre eles, Georges Mèliès que trouxe a fantasia para as telas) deram impulso definitivo ao cinema – inovações que não foram absorvidas pelos irmãos Lumière.

Uma invenção com muitos inventores

Embora os irmãos Lumière não tenham reivindicado para si a invenção do cinema, eles foram reconhecidos como pioneiros pela opinião pública. Auguste e Louis eram filhos e empregados do fotógrafo e fabricante de películas Antoine Lumière, dono da Fábrica Lumiére, em Lyon. Ao se aposentar, Antoine deixou a fábrica para os filhos, incluindo seu cinematógrafo, uma máquina de filmar e projetar.

O invento do cinema é atribuído a León Bouly que, em 1892, que requereu a patente de um dispositivo capaz de captar e projetar imagens em movimento chamando-o de Cynématographe Léon Bouly. Em 27 de dezembro de 1893, ele encurtou o nome do aparelho para cinématographe. O cinematógrafo foi registrado como sendo uma “câmera instantânea para a obtenção automática e sem interrupção de uma série de negativos de análise de movimentos“.

Em 1894, Bouly não pode pagar pelo direito de suas patentes e o nome cinématographe ficou disponível, sendo patenteado pelos irmãos Lumière em 1895. Hoje, é consenso entre os especialistas de que Léon Bouly foi, antes dos irmãos Lumière, o verdadeiro inventor original do termo cinématographe.

A primeira exibição pública de imagens em movimento é creditada, pelos estudiosos, ao francês Émile Reynaud, contemporâneo dos irmãos Lumiére. No dia 28 de outubro de 1892, Reymaud reuniu um público pagante em uma sala escura do Museu Grévin e realizou a primeira projeção animada em tela grande. Eram desenhos animados que ele chamou de Pantomimas Luminosas acompanhados por uma música de Gaston Paulin, especialmente composta para a exibição (primeira trilha sonora).

Émile Reynaud projetando o desenho

Émile Reynaud projetando o desenho “Pauvre Pierrot” em seu Teatro Ótico, em 1892. São as primeiras projeções animadas em uma tela, diante de uma plateia reunida, três anos antes das exibições dos irmãos Lumière no Grand Café (1895). Gravura de Louis Poyet .

Os Estados Unidos também reivindicam a invenção do cinema atribuindo-o ao inventor Thomas Edison. Este patenteou em 24 de agosto de 1891, o cinestocópio: uma câmera que usava filme perfurado de 35  mm e sistema de alimentação intermitente de filme por roda dentada. O filme era visto individualmente por cada espectador, através de uma janela que funcionava como visor, instalada em uma das paredes do equipamento. Apesar da invenção ter sido registrada em nome de Edison (e assim permanece até hoje), ela na verdade foi feita por William Dickson, um escocês que trabalhava para Thomas Edison que o encarregou de criar o cinestocópio .

As polêmicas em torno da autoria da invenção evidenciam que o cinema não pareceu milagrosamente em 1895, mas é o resultado de práticas e inventos anteriores  desenvolvidos a partir da invenção da câmera e do filme fotográfico.

O filme projetado pelos irmãos Lumière em 1895

O início do cinema no Brasil

Embora não haja registro oficial, acredita-se que o primeiro filme feito no Brasil tenha sido uma tomada de menos de 1 minuto da Baía de Guanabara, realizada pelo imigrante italiano Afonso Segretto, em 1898.

O primeiro longa-metragem de ficção brasileiros viria em 1908, pelas mãos de Antônio Leal. Com 40 minutos de duração, a película era baseada em um crime ocorrido dois anos antes, que havia causado grande comoção na opinião pública. A encenação mostrava dois assassinatos (um na praia e outro, seguido de roubo, em uma joalheria), a investigação dos casos e, ao final, os bandidos na cadeia. As famílias das vítimas tentaram impedir a exibição, mas o filme foi um sucesso, sendo visto por mais de 20 mil pessoas em seu mês de estreia.

Saiba mais

Abertura

  • Cartaz do Cinematógrafo Lumière anunciando a primeira projeção de cinema, 1895.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: