DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

Descoberta da penicilina, o primeiro antibiótico

03 de setembro de 1928

90
compartilhamentos

Em 3 de setembro de 1928, Alexander Fleming descobre a penicilina. A descoberta foi casual mas ainda levaria anos de pesquisa para chegar à cura de doenças. Foi preciso primeiro purificar o fungo penicillium notatumpara confirmar seu poder de curar infecções, o que só ocorreu em 1940. Ainda era preciso conseguir produzir a penicilina em grande quantidade.

A descoberta foi publicada mas não teve repercussão pois as atenções mundiais estavam voltadas para a Segunda Guerra Mundial. Naquele ano, a Inglaterra, onde Fleming pesquisava a penicilina estava sendo bombardeada pela força aérea alemã.

As pesquisas continuaram e, diante dos avanços dos resultados, os laboratórios norte-americanos Merck, Pfizer e Squibb se interessam pela descoberta. A penicilina foi aplicada em feridos na frente de guerra e eles sobreviveram às graves infecções. Parecia um milagre!

A penicilina abriu caminho para a cura de muitas doenças, como a tuberculose e a sífilis. Estima-se que o antibiótico descoberto por Alexander Fleming tenha aumentado a expectativa de vida humana em cerca de uma década.

Saiba mais

Abertura

  • Alexander Fleming em seu laboratório, em Londres, Inglaterra.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: