DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Massacre dos índios Paiacu, Ceará

04 de agosto de 1699

2717
Visitas

4
compartilhamentos

Acessibilidade

Em 4 de agosto de 1699, o bandeirante paulista Manuel Álvares de Moraes Navarro com 130 homens e mais 200 índios aliados atacaram inesperadamente os Paiacu, habitantes da ribeira do Jaguaribe, no Ceará. Foram assassinatos 400 índios, e escravizados 250 incluindo crianças e mulheres levados para o Açu, no Rio Grande do Norte.

Os Paiacu eram índios de paz, quase todos batizados. Manoel Navarro entrou na aldeia de forma amistosa e convidou os Paiacu para se unirem aos colonizadores e aos Janduí na guerra contra índios inimigos, entre eles os Carateú, os Icó e os Carati.

Os Paiacu receberam Manoel Navarro e sua comitiva com festa. Quando começaram as danças, os soldados das tropas e índios Janduí iniciaram a matança. Em carta ao governador, Manoel Navarro justificou que se tratava de uma “guerra justa” contra índios que estavam rebelados há décadas.

Este foi um dos episódios da chamada Guerra dos Bárbaros, Guerra do Açu, Guerra do Recôncavo ou Confederação dos Cariris.

  • BNCC: 7º ano. Habilidades: EF07HI08, EF07HI09, EF07HI13 
  • BNCC: 8º ano. Habilidade: EF08HI14

Saiba mais

Abertura

  • “Negociantes contando índios” In: Spix & Martius, “Viagem pelo Brasil”, v. 3, século XVIII.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: