DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Chinampas, os produtivos campos de cultivo dos astecas

20 de julho de 2022

1
compartilhamentos

Tenochtitlán, a capital asteca, foi construída em uma ilha do Lago Texcoco, no Vale do México, a 2.240 metros de altitude. Fundada em 1325, era uma cidade densamente ocupada com construções grandiosas entre templos, palácios, monumentos e prédios para diferentes funções. Em seu apogeu, no final do século XV, chegou a ter 200.000 habitantes.

Para alimentar e alojar uma população tão grande, os astecas construíram as chinampas, campos de cultivo sobre as águas do lago. Uma ideia genial de manejo da terra que permitiu ampliar o espaço urbano com terra altamente produtiva.

  • BNCC: 6º ano. Habilidade: EF06HI08
  • BNCC: 7º ano. Habilidade: EF07HI03

O que é chinampa

As chinampas foram inventadas pelos astecas. A palavra vem do nauatle (língua asteca) chinamitl, significando “cercado feito de juncos”. É uma técnica usada na agricultura asteca que se baseia em ilhas artificiais construídas de madeira entrelaçada e preenchida com terra e materiais orgânicos. Permite, dessa forma, dispor de terra arável fértil para cultivar hortaliças e frutas, assim como, construir pequenas moradias para os trabalhadores desses campos.

Como eram construídas as chinampas

O lago Texcoco não é fundo e tem trechos de 3 metros de profundidade, especialmente em Xochimilco e Charco, a uns 28 km ao sul da capital asteca. Ali foram construídas as chinampas, e também circundando Tenochitlán.

O Lago Texcoco estendia-se por 2.000 km2 no Vale do México em 1519, quando os espanhóis chegaram. Em uma ilha do lago, os astecas fundaram Tenochtitlán. Hoje, grande parte do lago desapareceu com as obras de drenagem para expansão da Cidade do México.

Longas estacas de madeira eram fincadas no leito do lago. Amarrando galhos de árvore às estacas formava-se um engradado que era preenchido com pedra e lama tirada do fundo do lago até atingir acima do nível da água. Para evitar que os canteiros fossem levados pela água, plantavam-se salgueiros em sua volta, de forma que suas raízes impediam a terra fosse arrastada para fora da chinampa.

Segundo estudos usando o Códice Vergara como fonte, as chinampas mediam cerca de 30 m x 2,5 m (75m2). Ao redor de Tenochtitlán, as chinampas eram bem maiores, variando de 90 m x 5 m (450 m2) a 90 m x 10 m (900 m2).

Produtividade da chinampa

O solo do fundo do lago era rico em nutrientes, agindo assim como uma forma eficiente e eficaz de fertilizar as chinampas. Outra vantagem da chinampa, era o fato da terra estar sempre irrigada e, com isso, não dependia de chuvas regulares.

A chinampa permitia aos astecas obter de quatro a sete safras por ano, abastecendo a população de Tenochtitlán com alimentos frescos o ano todo.

Entre as culturas cultivadas nas chinampas estavam milho, feijão, abóbora, tomate, pimenta, amaranto, goiaba, batata e também flores.

Por essas características, as chinampas são consideradas um modelo de agricultura sustentável.

As chimampas são consideradas um modelo de agricultura sustentável.

O fim das chinampas

Durante a colonização espanhola, o lago Texcoco foi sendo drenado para dar espaço à construção da atual Cidade do México. Isso limitou a capacidade agrícola das chinampas. A introdução de animais de carga (bois, cavalos e burros) e de novos métodos de cultivo levaram a produção de alimentos para terras mais distantes.

Do sistema de chinampas astecas restou uma pequena área em Xochimilco, onde ainda há lavradores cultivando aquelas terras com hortaliças que abastecem a Cidade do México. A região foi declarada pelo governo mexicano como Área Natural Protegida e designada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

As chinampas de Xochimilco, contudo, enfrentam desafios para continuarem produzindo devido ao abastecimento limitado de água, o uso de pesticidas, a mudança climática, a expansão urbana e a poluição da água causada por esgoto não tratado e resíduos tóxicos.

Chinampas de Xochilmico, na Cidade do México.

Fonte

 

Doação
Doação

Estamos no limite de nossos recursos 😟 O site Ensinar História produz conteúdo de qualidade sem custos, sem propaganda e sem restrições aos seguidores. Contribua com nosso projeto realizando uma doação.

Compartilhe

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: