DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Queda de Granada e fim do domínio muçulmano na Espanha

02 de janeiro de 1492

3725
Visitas

69
compartilhamentos

Acessibilidade

Em 2 de janeiro de 1492, Boabdil (corruptela castelhana de Abu Abdilá), último rei de Granada entregou as chaves de Alhambra – um fabuloso complexo palaciano e fortaleza no coração de Granada – para os reis Fernando de Aragão e Isabel de Castela. O gesto significou a capitulação oficial de Granada, o ultimo reino muçulmano da Espanha.

Boabdil deixou Granada e os seus palácios intactos nas mãos dos castelhanos, mediante um tratado de capitulação que garantia os direitos dos habitantes: estes podiam conservar a sua religião, as suas autoridades jurídico-religiosas, os seus bens e até as suas armas (exceto as de fogo).

A filha de Boabdil, Aixa, foi capturada pelos castelhanos e foi batizada como Isabel. O rei Fernando comemorou a conquista de Granada tomando-a como amante e teve com ela um filho, Miguel Fernández, cavaleiro de Granada (1495-1575). Mais tarde, ela seria rejeitada pelo rei e tornou-se freira com o nome de irmã Isabel de Granada.

Era o fim da presença muçulmana na Espanha, ativa por sete a oito séculos. Iniciado em 711 quando tropas islâmicas vindas do Norte da África, penetraram na península Ibérica, o domínio muçulmano acabou com a rendição de Granada em 1492, embora tenha permanecido, na Espanha, uma população mourisca que, por volta de 1600, constituía 20% da população de Aragão e 33% da de Valência.

Com a rendição de Granada terminava, também, a Reconquista, a cruzada lançada pelo papa Inocêncio III que, em 1212, convocara os cristãos ocidentais para lutarem contra os invasores muçulmanos. Pela vitória alcançada em 1492, o papa Alexandre VI deu aos monarcas Fernando de Aragão e Isabel de Castela o título de “reis católicos”.

Resolvida a questão muçulmana, a rainha Isabel de Castela pode dar atenção aos planos de viagem apresentados pelo navegante genovês Cristóvão Colombo. Em 17 de abril de 1492, os reis espanhóis autorizavam a expedição de Cristóvão Colombo às Índias pelo mar navegando em direção oeste. Em 12 de outubro daquele ano, ele chegou às terras que posteriormente foram chamadas de América.

  • BNCC: 6° e 7° anos. Habilidades: EF06HI18, EF07HI01

Saiba mais

Abertura

  • Reis mouros de Granada (detalhe), óleo sobre tela, 302 x 146 cm, Henri Regnault, 1871.

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: