DoaçãoPrecisamos do seu apoio para continuar com nosso projeto. Porque e como ajudar

TelegramEstamos também no Telegram, siga nosso grupo. Estamos no TelegramAcesse Siga

Primeira corrida de São Silvestre, São Paulo

31 de dezembro de 1924

3655
Visitas

12
compartilhamentos

Acessibilidade

Em 31 de dezembro, na virada do ano de 1924 para 1925, foi realizada, em São Paulo, a primeira corrida de São Silvestre. A ideia partiu do jornalista Cásper Líbero, que se inspirou numa corrida noturna francesa, em que os competidores carregavam tochas de fogo durante o percurso. O nome da disputa advém do nome do santo a quem é dedicado o dia 31 de dezembro, São Silvestre, papa da Igreja Católica, do século IV, canonizado neste dia.

Cásper Líbero (1889-1943) era, então, um empresário de sucesso no mundo das comunicações. Fundador do jornal Ultima Hora, no Rio de Janeiro, criador da Agência Americana, a primeira agência de notícias do estado de São Paulo e proprietário do jornal diário vespertino A Gazeta, um dos maiores órgãos de imprensa da época. Implantou uma nova dinâmica no transporte e distribuição do jornal, possibilitando que os exemplares chegassem às mãos dos leitores em tempo recorde. O jornal tinha seu próprio edifício, o primeiro erguido no país com salas apropriadas para redação, gravura, composição, impressão e distribuição de um jornal.

A prova da São Silvestre era, originalmente, restrita aos homens e só permitida a corredores brasileiros. Na primeira corrida, dos 60 corredores inscritos, 48 se apresentaram, entre eles o já famoso Rei do Fôlego, Alfredo Gomes, o primeiro atleta negro brasileiro a disputar uma Olimpíada (Jogos Olímpicos de Verão de 1924, em Paris).

A equipe de atletismo do Brasil nos Jogos Olímpicos de Paris, 1924. Alfredo Gomes, é o primeiro à esquerda. Ele foi escolhido para carregar a bandeira brasileira na cerimônia de abertura dos Jogos, no entanto, na foto oficial, foi colocado de lado, quase isolado dos colegas.

O local da corrida era um dos endereços mais elegantes da cidade: a avenida Paulista. Inaugurada em 1891, foi a primeira via asfaltada da capital. Ali estavam os palacetes da elite paulista e o requintado parque Trianon projetado pelo paisagista francês Paul Villon. O nome fazia alusão ao Grand Trianon em Versalhes, o palacete de Maria Antonieta.

Em frente ao parque, erguia-se o Belvedere Trianon  (onde hoje se encontra o MASP, Museu de Arte de São Paulo), um requintado edifício projetado por Ramos de Azevedo e inaugurado em 1916. Possuía restaurante, confeitaria, salão de baile e se tornou um dos passeios preferidos dos paulistanos endinheirados.

Avenida Paulista em 1928.

Belvedere Trianon, frente para a avenida Paulista, final da década de 1920.

A primeira corrida de São Silvestre começou às 10h30 da noite do dia 31 de dezembro de 1924, na avenida Paulista, em frente ao parque Trianon. O trajeto de 8,8 km foi concluído em cerca de 33 minutos. Alguns corredores corriam descalços, outros usavam meias e sapatilhas de couro. O vencedor foi o atleta olímpico Alfredo Gomes.

“O sucesso foi maior no ano seguinte, quando 147 atletas se inscreveram para entrar em 1927 disputando troféu e medalhas oferecidos pela Gazeta.  (…) Ao longo de décadas, famílias cultivavam a tradição de se reunir ao pé do rádio na expectativa do disparo da sirene da Gazeta à meia noite, durante a corrida, para se abraçar e brindar o ano novo. O evento arrebatou o Brasil a partir de 1948, com a aquisição de dois carros de reportagem equipados com rádio transmissor que possibilitaram emocionantes narrações ao vivo de todo o percurso.” (NITRINI, 2019, p. 72-73)

Primeira São Silvestre

Largada da 1ª Corrida de São Silvestre, 1925. Por ocorrer na passagem de ano, a primeira corrida é oficialmente datada de 1925.

A partir de 1945, a corrida tornou-se internacional quando convidados do Chile e Uruguai disputaram a prova.

As mulheres começaram a participar em 1975 quando a ONU instituiu o Ano Internacional da Mulher. A primeira competição feminina foi realizada em conjunto com a masculina, mas a classificação era separada. A primeira campeã foi a alemã Christa Valensieck, que voltou a vencer no ano seguinte.

Até 1988, a corrida era realizada à noite, iniciando-se às 23h30, de forma que os primeiros classificados cruzavam a linha de chegada por volta da meia-noite. Em 1989, passou a ser diurna iniciando às 15h para as mulheres e às 17h para os homens. A distância a ser percorrida, que variava quase que anualmente (geralmente entre 6,5 e 8,8 km), em 1991 foi definitivamente fixada em 15 km.

Os maiores vencedores da prova são o queniano Paul Tergat (cinco vezes campeão) e a portuguesa Rosa Mota (seis vezes campeã).

Fonte

Compartilhe

Navegue pela História

Selecione o mês para conhecer os fatos históricos ocorridos ao longo do tempo.

Outros Artigos

Últimos posts do instagram

Fique por dentro das novidades

Insira seu e-mail abaixo para receber atualizações do blog: